Whatsapp: (11) 99886-7690

Fale Conosco

Memorial da América Latina promove encontro sobre a contação de histórias no combate ao bullying

Evento acontece dia 7 de abril e traz programação com painéis, palestras e contação de histórias; entre os convidados, estão o rapper Rappin’ Hood e o neurocirurgião Leonardo Lourenço

Por Da Redação - Guia do Imigrante dia em Agenda

Memorial da América Latina promove encontro sobre a contação de histórias no combate ao bullying
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

O Memorial da América Latina realiza no dia 7 de abril, um encontro para debater a importância da contação de histórias no combate ao bullying. O projeto A História que Combate o Bullying oferecerá uma programação com atividades acadêmicas voltadas ao público adulto e contações de histórias para pais e filhos. A data celebra o Dia Internacional de Combate ao Bullying.

É de amplo conhecimento os impactos negativos causados pelo bullying. Pesquisas recentes vêm, a cada dia, confirmando que a prática da contação de histórias é uma das principais ferramentas na educação e desenvolvimento de crianças. Além de histórias apresentarem situações desafiadoras que despertam a capacidade cognitiva de crianças, elas também são capazes de fortalecer relações sociais e afetivas e educativas. Assim, uma história proporciona a experiência de trazer a ficção para a vida real a partir da imaginação, mas que refletem nos sentimentos e emoções da criança.

O evento será dividido em dois momentos. A primeira parte da programação é voltada ao público adulto, como acadêmicos, pesquisadores e demais interessados no tema, e terá um painel sobre os danos causados no cérebro de uma criança no momento do bullying e a importância da contação de histórias no tratamento desse trauma. Participam da mesa o neurocirurgião Leonardo Lourenço, a terapeuta floral Thaís Accioly, a contadora de histórias Diana Beatriz e o assessor da presidência da Fundação CASA, Renato Eliseu Costa. A mediação será da jornalista Tânia Morales, apresentadora da rádio CBN.

Em seguida, será realizada uma série de speed speches, palestras de até 15 minutos no formato TED Talks, que serão transmitidas pela internet. Entre os convidados estão o rapper Rappin’ Hood, vítima de bullying na infância e adolescência por ser portador de vitiligo – doença caracterizada pela perda de coloração da pele; Fábio Lisboa, contador de histórias há mais de 20 anos; a advogada Ruth Camacho Kadubla, especialista em Direito e proteção à criança boliviana vítima de bullying; e Leonardo Lourenço.

Já na segunda parte do encontro a programação será voltada à contação de histórias, com ênfase em crianças migrantes da América Latina, principalmente Bolívia e Colômbia. Participam do encontro os contadores de histórias Júlio e Débora D’Zambê, Fábio Lisboa e Diana Beatriz.

Inscrições

Para participar, é necessário fazer inscrição pelo formulário https://forms.gle/eyr7hZgJPsjBJPF28, uma por pessoa. Haverá emissão de certificado de participação.

Programação

Painel

10h30 – 11h45
Os danos causados no cérebro de uma criança no momento do bullying e a importância da contação de histórias no tratamento desse trauma.
Com Leonardo Lourenço, Thaís Accioly, Diana Beatriz e Renato Eliseu Costa. Mediação: Tânia Morales

Palestras

13h – 13h15
O efeito das histórias dentro das letras
Rappin’ Hood

13h20 – 13h35
O cérebro da criança no momento do trauma
Leonardo Lourenço

13h40 – 13h55
Histórias para bullying dormir
Fabio Lisboa

14h – 14h15
Ruth Camacho Kadubla

Contação de histórias

Tema: Crianças migrantes

15h – 15h30
O menino e menina mais poderosos do Mundo.
Júlio e Débora D’Zambê

15h40 – 16h10
Quem eu seria?
Fábio Lisboa

16h20 – 16h50
Esse não sou eu
Diana Beatriz

Quem são os convidados

Tânia Morales
Jornalista. Apresentadora da rádio CBN.

Leonardo Lourenço
Médico neurocirurgião, palestrante e pesquisador com foco nas deformidades causadas no cérebro de uma criança no momento de trauma psicológico e sua reversão. Autor do livro Noocídio - O que seria de mim sem os meus problemas (Editora Labrador).

Thaís Accioly
Professora da Flower Essence Society/EUA – Florais da Califórnia e do Bush Flower Essence/AU – Florais Australianos. Formada em Direito, atua como consultora para uma Cultura de Paz, especialista em Terapia Floral pela Faculdade de Enfermagem da Universidade de São Paulo – EEUSP.

Diana Beatriz
Professora de contação de histórias e contadora de histórias com foco em temas da América Latina.

Fábio Lisboa
Contador de histórias há 20 anos, participa dos principais eventos de contadores de histórias no Brasil e no Mundo.

Daniel D’Andrea
Argentino, contador de histórias e pesquisador de contos latino-americanos.

Júlio e Débora D’Zambê
Professores de arte, músicos e contadores de Histórias, escreveram juntos Nzuá e o Arco-Íris (Global Editora), Como o Criador fez Surgir o Homem na Terra (Mundo Mirim) e Aisha Deusa da Vida (editorial Diáspora). Gravaram o áudio livro Cantos e Contos Africanos, da Universidade Falada, e o filme A Casa das Histórias, com direção de Washington Carvalho. Fundadores do projeto Sansakroma e membros do Comitê Internacional dos Festivais do Caribe.

Rappin’ Hood
Rapper, compositor e apresentador brasileiro, com extenso trabalho social no bairro do Heliópolis. Sofreu bullying na infância e juventude por ser portador de vitiligo – doença caracterizada pela perda de coloração da pele.

Renato Eliseu Costa
Assessor da Presidência da Fundação CASA e responsável pela Assessoria Especial de Política Socioeducativa (AEPS)

Ruth Camacho Kadubla
Advogada boliviana*

Serviço:
A História que Combate o Bullying
7 de abril, das 10h às 17h
Biblioteca Latino-Americana | Portões 2 e 5
Entrada gratuita – inscrições: https://forms.gle/eyr7hZgJPsjBJPF28
Classificação livre

*Informação atualizada

Publicidade
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui: